Corrida

Correndo pude levar fé em conquistas pequenas e pessoais que até então eram desconhecidas para mim, pois vitórias, feitos relevantes, eram para agradar terceiros,para demonstrar e nunca para saborear.Já a corrida, essa é só minha, o cansaço, o suor e a sensação máxima de realização.

Corredora Amadora

Corredora Amadora
Morrendo na Chegada

terça-feira, 29 de junho de 2010

II Etapa Circuito Athenas Peregrinação o predestinação?

                                         Como ninguém foi comigo dessa vez, pedi para minha filha Sofia tirar essa foto     na frente de casa para ter recordação

Bem, foi uma peregrinação minha participação neste evento. Primeiro, me inscrevi com uma certa antecedência pois a filosofia desse circuito de aumento dos kilômetros, busca pela superação, até as medalhas, uma se encaixa na outra, ou seja, devo fechar esse ciclo, isso faz com que o treino seja voltado para um crescente em termos de distância percorrida, senão com certeza ficaria para sempre me inscrevendo nas provas de 5, acomodadíssima. Eis que surgiu um concurso no meu município, e eu, como a maioria deste Brasil, em busca de estabilidade, quer ter um emprego público, sabe como é, quem não nasce em berço de ouro, corre atrás o tempo todo, em todos os sentidos, rsrsrs. Fiquei triste, mas prioridade é prioridade, até que, o concurso foi adiado 4 dias antes da realização, ebaaaaaaa. Não é que peguei uma gripe horrorosa daquelas que o nariz coça o tempo todo, e as sessões de espirros começam e a pessoa fica descompensada, sem ouvir nem enxergar direito? Pois é, fui acometida por uma desgraçada virose alérgica. Mas, estou aprendendo a me controlar, lendo bastante os posts dos amigos blogueiros, q semprem alertam para deixar o vício da endorfina de lado quando o corpo não responde e descansar.

Então corri seg, terça e quarta e descansei o restante no período crítico da minha Enfermidade.

Não é que, apesar de ter dormido no sáb às 2 horas da manhã, pois a alergia estava me incomodando muito, eu acordei no domingo sem sintomas nenhum? Me mandei pro Rio, eis que quando desço a Ponte Rio-Niterói vejo que fecharam a descida pro Flamengo, desci no centro do Rio desesperada, atrasada, peguei um retorno que dava pra subida de novo para a ponte. Pensei, Ah não, assim não, dei uma ré básica e voltei para a entrada do retorno, até que, uma corredora, emparelhou o carro do meu lado, ou seja, ela errou também, deixei ela dar a ré dela e voltar pra pista, e pensei: "Vou seguí-la, não sei outro caminho mesmo". A menina meteu o pé no acelerador, corria bem, hein? Mas fiquei colada nela para não me perder, enfim, fui até o estacionamento que ela parou, ufa, tinha chegado, olhei para o lado, ia puxar um assunto com ela, dizer que ela tinha me salvado pois não sabia outro caminho que não àquele fechado e etc, quando olhei a menina já estava longeeeee, correndo para as arenas, o estacionamento era um pouco longe. Pensei:"Ufa, cheguei até aqui, vou caminhando forte para aquecer e dar tempo de pegar o chip", pois deu tempo e eu ainda alonguei com o instrutor do Circuito. Pensei: " Legal, vamos lá, pega leve pois vc nunca faz 8 Km e pode ser que vc não consiga adquirir mais uma medalha Athenas" , pensava também: " são mais 3 km não é tanto afinal já estou treinando 8 por dia, não sinto mais dores", e etc.
Por fim, fiz o percurso todo bem, inteira, meu pace aumentou ao invés de diminuir, mas acho que é normal pois só fazia provas de 5, aumento de 3 km, penso que estou no caminho para nunca caminhar, chegar inteira e sempre atingir meus objetivos, ora aumento de kilometragem, ora diminuição de tempo, os dois juntos, por enquanto, não dá.
Mas valeu muitíssimo, evento bem legal, organizado, com muita gente, além de tudo, foi importante para mais uma superação.
Ah, dessa vez, minhas filhotas não foram, deixei dormir, estava uma neblina muito forte, fiquei com peninha, quem gostou mesmo foi meu marido Jefão, vi quando ele abriu um olho na cama, me viu arrumada e o deixando quieto, ele deve ter pensado:" Graças à Deus que essa maluca me deixou em paz hoje", rsrsrsr.
Enfim, constatei que eu estava predestinada a realizar a prova, quanto a peregrinação, a endorfina pós prova ficou incumbida de achar td maravilhoso.



terça-feira, 8 de junho de 2010

Mais uma prova, menos um desafio 06/06/2010

Olá, que frio que está fazendo no Rio de manhã, hein? No sábado, estava chovendo à noite e fazia m frio... Pensei: "Ninguém vai querer ir comigo amanhã na minha corrida." Pizza rolando, casa cheia e eu ficando agoniada com a tal da chuva. vez ou outra perguntava para as meninas: " Vocês vão amanhã com a mamãe ?", Elas davam de ombros, como se quisessem dizer não, mas sem querer me deixar triste.
O problema é que não moro pertinho dessas corridas, quem conhece São Gonçalo, sabe que os acessos à pista estão péssimos, até chegar ao Rio, mesmo sem Rush, exige que acordemos mais cedo ainda. Meu Maridão Jefão só falava assim: " Amanhã você vai sozinha que fico com as crianças." Sei lá, ainda não corri sem a presença de todos ali,na chegada, tirando fotos e me gritando.
Mas o dia amanheceu lindooo, acordei todos e fomos, o mais interessante, é que as meninas estavam mais  alegres e cheias de energia que os outros dias. Olha que fotos lindas. Quanto a minha corrida, fui bem, diminui 1 min cravado no meu tempo, não é grande coisas, o importante é que o saldo foi positivíssimo.
Agora vou me preparar pro próximo, estou animada.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

SISTEMA IMUNOLÓGICO PROTEGIDO

COMO GARANTIR AS VITAMINAS C e A , PROTETORAS DO SISTEMA INUNOLÓGICOS EM TODAS AS REFEIÇÕES.



Bom, não é segredo para ninguém que as vitaminas C e A atua no sistema de defesa do organismo, tem propriedades antioxidantes, portanto, o corpo fica menos susceptível a infecções oportunistas causadas por viroses, bactérias além de auxiliar e muito na redução do Estress Oxidativo causado pela produção de Radicais Livres.

Então vamos lá, garantir essas vitaminas em todas as refeições?

São algumas opções para variar o cardápio.


Café da manhã: sempre variando para não se tornar monótono: Suco de abacaxi, laranja, acerola ou melão fatias de melão, mamão






COLACÃO: barra de cereais de frutas vermelhas


cacho de uvas


100 ml de Suco de Uva Concentrado


morangos


tangerinas.


goiaba






Almoço: Sempre que possível fazer alguns tipos de combinações inteligentes como:


Abobora cozida ou refogada, salada de alface americano , cebola e agrião


Beterraba cozida ou ralada + salada de rúcula e tomate e broto de feijão


Cenoura cozida ou ralada + brócolis americano refogado ou cozido na água e sal


Salada de tomate, broto de alfafa (excelente fonte de vitamina A) + purê de cenoura


salada de pepino + cebola roxa e brócolis cozido


vagem refogado


repolho roxo refogado ou picadinho em salada


Tomar suco de caju, morango, limão ou maracujá





Lanche: Suco Ades Light/

vitamina de morangos/


salada de futas que contenha manga, abacaxi ,caldo de laranja





Jantar: sopa de batata baroa com agião

sopa de legumes com inhame, cenoura e folhas de espinafre

BROTO DE FEIJÃO
Couve-flor cozido água e sal, temperar com azeite extra virgem + salada de rúcula e tomate

sopa de ervilha com couve picadinha



BATATA BAROA

Tênis, Vício = a Corridas?

Blogueiros corredores de plantão, é normal ter vontade de adquirir todos os tênis top de linha do mercado? Se é, com ficará o bolso? Até encontrar o ideal é preciso raspar a conta bancária para tirar todas as dúvidas? Ainda não sei as respostas só sei que o vício de pesquisar sobre tênis, namorá-los nas vitrines,  indagar aos entendidos à respeito destes famigerados bens de consumo vem tomando conta de minha vida desde que comecei com minhas santas corridinhas de todos os dias.


Bom, quando comecei a dar meus primeiros trotes, calçava um Reebook (não sei classificá-lo, mas estava na prateleira dos running numa loja de departamento), não entendia que meu corpo inexperiente e pesado, iria reclamar mais cedo ou mais tarde, apesar de ser novo, "Coitadinha de mim" hje sentindo as consequências. Foi quando me inscrevi na minha primeira corrida de rua, fui numa loja Nike e adquiri um Vomero 3, adorei, macio, tem bom amortecimento e resistente, corri na Corrida da Mulher aprovei e e deu mais gás ainda no meu processo evolutivo. De março em diante, cismei com a marca Asics, ia nas corridas de rua e enquanto pegava chip, esperava na baia, estava eu de olho nos pés dos corredores, até por que onde eu corro, não é orla de nenhuma praia , nem mesmo num lugar, digamos, apropriado, é no centro nervoso da minha cidade, mas, pela "Santa bondade da prefeitura", colocam cones em apena 500 m em uma rua, (até que uma das raríssimas bem asfaltadas), para pessoas que caminham e, esporadicamente, vejo um louco como eu se apertando no meio fio quando um caminhão passa no percurso que não tem cones, por isso, não tinha referências do "Cool do Momento".ENTÃO,  chegou: "Bendito Dia das Mães", pedi  O tal Asics, dei uma relação de todos, dos mais baratos ao Kayano (quem sabe eu seria uma merecedora de um Kayano 16?). Apesar de ser merecedora siimmmm, não ganhei o Kayano pois meu maridão Jefão, acha um exagero no gasto com um simples tênis, então ganhei o Asics Equalion, gostei por que é novo, como um efeito Placebo de um medicamento, achei: “ Ah, estou com  menos dores na canela, estou menos cansada”e etc. 1 semana depois, voltei para eu Vômero 3, pensei:”Não vou abandonar meu primeiro amor”, até por que minha estória com o Nike vem da adolescência onde o sonho de consumo era o Nike Air, uma coisa meio que sub-consciente me remete a ter o nike como um “Queridinho”, naquela época, tinha o cinza e preto e usava somente em ocasiões especiais, “oh época boa”. Bom, aí como voltei para o Nike, achei que estava mais macio que o Asics e etc.

Resumindo: hilário depois de tanto blablá, cismei com o Mizuno, li pesquisas que era o mais usado pelos corredores, era mais leve e blablá. Fui numa loja de esportes e não me surpreendendo de novo, os vendedores são MEGA inexperientes, não sabem nada de nada, isso me dá uma raiva..., quando fui comprar meu freqüencímetro há 2 meses atrás, quase desisti, essas grandes lojas de esporte, deveriam dar treinamentos para esses funcionários de meia boca, ou boca nenhuma que nos atende, claro que deve ter vendedores e VENDEDORES, jamais generalizaria, mas, não tive sorte até então. Voltando ao Mizuno, experimentei o Vomero 5, lindooooo, o tal Kayano 16, esquisito no pé, me decepcionei, mas acho que porque meu sub ou consciente mesmo queria o ulta mega moderno Mizuno Wave Creation 11, aí achei macio, bonito, leve, amortecedor ao extremo, e etc, etc, etc. Comprei dia 1 de junho, não usei ainda para treinar, tenho uma prova no domingo, devo amaciá-lo, mas estou com medo dele, eu olho para o par na caixa, penso na oneração que fiz no salário do mês, no falatório do meu marido sobre como eu gasto àtoa, blablá, estou ferrada...Em suma, tenho medo d meu Mizuno Wave Creation 11 e vou trabalhar mais um mês pensado: “Fiz merda”, Oh, pera lá, também tenho direito de adquirir meu bem de consumo maior do momento, mesmo que não seja algo dado pela mãe, como na época do Nike Air de 18 anos atrás, mesmo que o bolso fique puro,puro logo no primeiro dia do mês, pois o resto do salário, lógico já está comprometido com pagamentos, boletos e alguma inscrição de corrida que possa surgir de última hora, rsrsrsrsr



Bom, volto para contar meu próximo desafio cumprido o “Desafio dos 15k do Rio”, bom feriado a todos.